Namorando as palavras com a ponta dos dedos

08
Fev 07
De mansinho, chia o Chiado de tão zangado.
Sentado o Poeta tece letras de dizer.
E o ruído de fundo não dá para escutar o desalinho de meus passos prestes a chegar.
publicado por Jalves às 23:59

que lindo, JAlves! Gostei bastante dessas linhas.

anita
anita a 15 de Fevereiro de 2007 às 03:36

Fevereiro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO