Namorando as palavras com a ponta dos dedos

10
Jun 07
O silêncio da luz atravessa-nos com a estranha tensão de uma intimidade.
O vazio e harmonia a calma e equilíbrio dos espaços e das figuras reserva-nos o peso e a angustia das leituras formalistas, essa abstracção insuflada no sentido das palavras.
publicado por Jalves às 09:50

A luz que atravessa é a mesma que inquieta quando a serenidade desviou sua morada para outro lugar.

Abraços, meu caro!

PS: Seja bem-vindo ao DIVERSOS AFINS, espaço onde outras palavras se encontram.
Fabrício Brandão a 11 de Junho de 2007 às 02:08

Não é fácil ser íntimo do silêncio, e do iluminado é uma bêncão, que assim nos tornemos, cada vez mais , ao longo do caminho das palavras certas.
beijos
leilalopes a 11 de Junho de 2007 às 15:51

o ser humano é uma flecha, insaciável de ventos e marés.
confira meu blog qdo puder, postei nova poesia.

abraço desse outro lado mar.
Yuri Assis a 13 de Junho de 2007 às 02:32

Junho 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
15

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO