Namorando as palavras com a ponta dos dedos

16
Jun 07
Trazias as palavras por dizer no brilho de teu olhar rasgado de azul
onde céu e terra se união em dias de não mais sentir o ruído das ondas de mansinho na nossa pele salgada de tanto navegar
publicado por Jalves às 18:49

sensual poema...e obrigado por navegares em meu blog....abraçsonoros...namaste
pituco a 18 de Junho de 2007 às 05:58

Agradeço-te imenso a visita e o carinho do teu comentário em minha página.

Cheguei para retribuir-lhe a visita e encontrei uma belíssima página que não quero perder de vista. Portanto linko-te na minha página!

Beijinhossss
Claudia Perotti a 18 de Junho de 2007 às 17:38

sal dos corpos, oceano sinérgico.
confira meu blog qdo puder, postei nova poesia.

abraços desse outro lado do mar.
Yuri Assis a 18 de Junho de 2007 às 23:31

Lindo, lindo!
Adoro poemas pequeninos e que dizem tanto, tanto.
Foi um prazer ficar lendo por aqui um pouco.

Beijos, boa semana.
Saramar a 19 de Junho de 2007 às 01:41

Navegar é sempre indispensável, quando o mar é um olhar profundo.
beijos.
leilalopes a 19 de Junho de 2007 às 16:03

amigo da outra margem,
confira meu blog qdo puder.
postei nova poesia.

abraços, desta margem translúcida.
Yuri Assis a 27 de Junho de 2007 às 02:11

O título de teu mini-texto me faz lembrar do nome de um livro de Bárbara Lia, " O Sal das Rosas". É sempre saboroso, um suave prazer, voltar aqui e provar de tua poesia delicada, algo filosófica, luminosa. Faz tempo que não apareço, por questões de trabalho efalta de tempo, mas hoje aproveito para linkar teu blog lá no meu, está bem? Abraços azulados do lado de cá do mar, numa ilha hoje coberta de chuva...
Ana Luisa Kaminski a 9 de Julho de 2007 às 17:12

Junho 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
15

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO