Namorando as palavras com a ponta dos dedos

22
Set 07
 
As palavras estalavam como brasas nos fogos da vida, enquanto as massas vogavam no éter , coisas outras vergavam seu corpo nas fragas e planícies dos dias translúcidos de tanta agua, e na torrente das ideias naufragavam no bem sentir das emoções perenes da utopia para um amanhã já aqui.
publicado por Jalves às 20:42

o que desejo e faço é vergar meu corpo nestas mesmas planícies dos dias tranlúcidos, quero este amanhã já aqui...
são todas desejos tuas palavras.
leilalopes a 24 de Setembro de 2007 às 19:33

e por falar nisso:

Brasil, de vermelho, é verde!

Tenha um bom resto de semana, amigo!
anita a 17 de Outubro de 2007 às 17:12

O fogo das palavras...
Anónimo a 10 de Maio de 2010 às 21:54

Setembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21

23
24
25
26
27
28
29

30


mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO