Namorando as palavras com a ponta dos dedos

08
Jun 08

Esperava com a paciência de quem vê uma arvore crescer

e no rodar do tempo a promessa de melhores dias

o horizonte já ali definia a distancia entre nós

e porque

as palavras são o sal da língua

bebia muita água.

publicado por Jalves às 12:57

quanta delicadeza e sensibilidade!
voltarei aqui mais vezes.
seja sempre bem vindo ao Máquina Lírica!

abraços!

Luciana a 9 de Junho de 2008 às 00:58

piramidal...namaste
pituco a 11 de Julho de 2008 às 03:18

Junho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO