Namorando as palavras com a ponta dos dedos

03
Ago 06
Risos ao longe serpenteavam por entre os pinheiros anafados de tanta rama verde.
Elas as crianças evoluíam entre os fulvos tufos que atapetavam a espaços o chão de areia.
O vento esse rebelde componente da natureza remexia nos corpos como tentando adivinhar o que habitava nossos bolsos.
Na pausa para mais umas férias a criançada movia-se por entre as frutas frescas, o esconde esconde, e as pernas de frango cansadas de tanta espera, gozavam com as asas que apesar de voarem eram sempre as ultimas a partirem.
O sol tocava nos nossos  corpos, como unhas de gato ronronando de prazer.
publicado por Jalves às 23:11

Agosto 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
12

14
15
16
17
18

21
22
24
25
26

27
28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO