Namorando as palavras com a ponta dos dedos

20
Ago 06
Dos beirais rolavam  direitos ao chão na preguiça de quem não tem asas.
As asas não se molham, como poderiam então os pássaros voar nos dias de chuva!
Por isso as asas da imaginação não necessitam de gabardine para sair há rua.
publicado por Jalves às 22:41

voar estava nos planos
mas havia curvas no caminho das perdas
havia pedras de granizo
impedindo o vôo
de um sonho pluma

~> improvisadíssimo, desculpe ;)

abração, Jalves!!!




Val a 22 de Agosto de 2006 às 19:15

Que bonito! "as asas da imaginação" estão sempre a voar a luares que ninguém imagina, só quem imagina mesmo!

Anita
anita a 6 de Setembro de 2006 às 16:37

Agosto 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
12

14
15
16
17
18

21
22
24
25
26

27
28
29
30
31


mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO