Namorando as palavras com a ponta dos dedos

12
Set 06
Refugiado sob o alpendre da memória afogo meu corpo na cadeira de baloiço das ideias, balançando-me ao ritmo deste musculo vivo e palpitante - autentica sala de estar das emoções.
O quente deste verão vêm do lado de lá do cristal, como carícia tépida e aveludada que adere em meu corpo, em jeito de beijo.
publicado por Jalves às 23:54

Lindo
Cheguei aqui ao teu espaço sem mesmo saber como,e estou maravilhada , é lindo lindo lindo...
desculpa mas não tenho mais palavras-
mjoão
sonhosdemulher a 13 de Setembro de 2006 às 08:51

Setembro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
15
16

17
18
19
21
22
23

24
26
27
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO